Pai, filho e a música

Desde a barriga o papai canta para ele… e em resposta um chutinho de aprovação.

No berçário logo conheceu a voz do papai e logo parou de chorar.

Quando bebezinho, meu menino chorava e o papai logo cantava e tudo passava.

Nosso menino foi crescendo e a música sempre junto… Começou a tirar seus sons de brinquedos, objetos e seus mini instrumentos…

Escolheu o microfone como seu brinquedo preferido. Onde Joseph estava, seu microfone também estava… de vários modelos, formas e se faltava… ele improvisava com peças de lego.

Ao ouvir música lá estavam pai e filho.  Cantando juntos, ouvindo repetidamente a mesma música.  E a música favorita aos 2 anos não eram mais as infantis, eram as músicas do papai.

Começaram os instrumentos favoritos que se divertem entre bateria, teclado, violão, guitarra… e o que mais tiver! Ele sempre que toca, canta também, o microfone agora ganha um pedestal pra acompanhar o pequeno músico.

Se o pai canta, ele sobe pra cantar junto.

Joseph simplesmente ama música!

Canta, “toca”, ministra e tem suas preferências definidas.

O amor pela música tá no sangue?

Não sei, o que sei é que passou de pai pra filho.

Legado.

Ministério.

Não sabemos… Mas, ainda teremos muitas músicas para cantar.

1 thought on “Pai, filho e a música”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*