O Trabalho de Parto

fd
Uma das maiores dúvidas que as mulheres têm quando estão grávidas é sobre o trabalho de parto. Como é? Quando começa? Qual a duração? O que fazer? E muitas mulheres, mesmo já tendo filhos, desconhecem como se dá o trabalho de parto (TP) efetivo.
Hoje vamos falar sobre isso.

O TP é dividido em seis partes, que se chamam: os Pródomos, a Fase latente, o Trabalho de parto ativo, a Fase de transição, o Período expulsivo e a Dequitação da placenta.

Vou dividir esse post em dois, pra não ficar muito chata a leitura! Nessa vou falar sobre os pródomos, a fase latente e o trabalho de parto (TP) ativo.

Pródomos: É o começo do TP, quando as contrações do útero ainda estão irregulares. Na verdade é um desconforto que vem e passa, vem novamente e passa, podendo durar horas e até dias assim. Algumas mulheres sentem esse desconforto em uma determinada hora do dia, mas em seguida passa.
A saída do tampão mucoso, que as mulheres tanto ouvem falar, pode se dá nessa fase e é um dos sinais visíveis que o TP se aproxima. O tampão é geralmente descrito como um catarro, pois tem a consistência parecida, podendo ser rajado de sangue. Algumas mulheres observam apenas algumas manchinhas de sangue na calcinha. A saída do tampão é indolor.

Tampão mucoso
Tampão mucoso/ google

Quando a gestante fica com as contrações ritmadas, de 15 em 15 minutos, de 10 em 10 minutos, a gestante entra na segunda fase, a fase latente.

Fase latente: Quando as contrações ficam ritmadas, de 15 em 15 minutos, de 10 em 10 minutos e etc, a mulher pode considerar que entrou, realmente, em TP.
Mas o que são as contrações? A contração é responsável por empurrar a cabeça do bebê sobre o colo do útero, produzindo assim a dilatação. A contração também envia ao bebê sinais pra que ele se prepare pra nascer, ajudando que ele se posicione para sair.

Colo

Os relatos mais comuns nessa fase são que as gestantes ficam com o chamado pico de energia, com vontade de andar, correr, fazer faxina, arrumam o quartinho do bebê, a bolsa da maternidade. Esse é um período em que a mulher deveria descansar, pra estar com bastante energia para o restante do TP, mas geralmente descansar é o que as gestantes NÃO querem!

Na fase latente ainda é muito cedo pra ir pra maternidade, as dores ainda são suportáveis. É um momento que muitos casais estão felizes com a iminente chegada do bebê, podendo aproveitar o tempo pra se abraçar, namorar, se reconectar. Essa interação amorosa com o companheiro é muito bem vinda, até mesmo uma relação sexual (se a bolsa amniótica ainda não tiver rompido) nessa fase é muito proveitosa, pois inicia a liberação da ocitocina, que é conhecida como hormônio do amor, muito importante no TP.

Nessa fase é comum, também, o aparecimento do medo, da angustia e da vontade de chorar. Isso não é preocupante. Na verdade é muito bom, pois a mulher pode colocar pra fora agora toda sua angustia, podendo falar o que quiser, descarregar suas preocupações antes de entrar no TP efetivo. Assim ela pode entrar na fase seguinte mais concentrada, sem estar presa a outros assuntos que podem atrapalhar o desenrolar do parto.

Quando as contrações ficam mais próximas umas das outras, de 6 em 6, de 5 em 5 minutos de intervalo (mais ou menos cinco centímetros de dilatação) ela entrou na fase ativa do trabalho de parto.

Trabalho de parto ativo: Nessa hora a mulher libera um coquetel de hormônios, cujo ingrediente principal é a ocitocina endógena (produzida pela mulher na hora do orgasmo e do parto) que além de produzir as contrações, também é um anestésico natural que traz a sensação de prazer e bem estar. Quanto mais fortes ficam as contrações, mais ocitocina o corpo da mulher produz. Na medida certa aniquilando a dor. Assim que a contração passa, a dor também passa e a mulher pode relaxar e até dormir entre as contrações, recuperando energia.  Por isso é tão importante que na fase anterior a mulher “coloque pra fora” todos os seus medos e angustias, assim ela vai estar concentrada pra produzir quanta ocitocina for necessária.

Enquanto a mulher produz esse coquetel de hormônios, o bebê também está passando pro vários processos químicos. Um dos processos mais lindos que o bebê passa é o amadurecimento dos pulmões. Durante a gestação o bebê produz liquido nos pulmões pra impedir que os alvéolos esvaziem e grudem, quando o TP se inicia ele para de produzir liquido e reabsorve o liquido que já tem lá, é isso que faz com que o bebê esteja com o pulmão maduro pra respirar bem aqui fora. Por isso as doulas e ativistas do parto normal repetem tanto a importância de entrar em trabalho de parto, porque para o bebê, faz uma diferença enorme!

Nessa fase as contrações ficam mais fortes e ritmadas. Algumas mulheres relatam que ela é a mais demorada, principalmente na primeira gestação, mas pode variar de mulher pra mulher, de parto pra parto. Há uma corrente, que eu particularmente acho muito legal, de que esse é o tempo que o bebê necessita pra amadurecer os pulmões, afinal a natureza é muito sábia!

fase latente
google

O pai nessa fase está quase em pânico, por isso é tão importante a presença da doula nesse momento. A doula vai fazer compressas, massagens, sugerir posições que ajudam a diminuir a dor e de quebra, acelerar o TP, ajudando o pai a participar e a ficar mais tranquilo.

A fase do TP ativo termina quando a mulher está com mais ou menos 8 centímetros de dilatação.

No próximo post vou falar sobre as três últimas fases do trabalho de parto: a fase de transição, o período expulsivo e a dequitação da placenta. Até lá então!

21 Comentários


  1. Oww amiga, orgulho de vc, do nosso trabalho de formiguinha! Que vc ajude muitas mulheres a trilhar o caminho para o parto!! Fiquei ocitocinada com esse texto. Beijos!!!

  2. Que tudo, adorei aprender como funciona todas as fases. Eu como marinheira de 1º viagem, cheguei no Hospital sem dor, so com, a bolsa estourada. Mas depois Jesus começou as temiveis contrações espassadas, e depois as perto. Mas por mim terei outro PN, fiquei muito emocionada com a minha força e poder ter continuado até o fim a vontade de ter o PN.
    Não sabia sobre o amadurecimento dos pulmões, esperando ansiosa para as 3 últimas fases. No proximo quero uma doula comigo. Bjs
    Vivi e Isaac

    1. Vivian, eu acho que cesárea é pra mulheres corajosas! rsrrs
      Todas nós somos capazes de parir, nossos corpos foram feitos pra isso! =)
      Beijão

  3. Nossa amiga, lendo esse post passou um filme em minha cabeça do dia do meu parto, lembrei todas as contrações até a hora do nascimento!
    Adorei o post!
    Bjos

    1. Muito legal né, Tamires! A gente não tem muita noção de como os bebês reagem antes e durante um trabalho de parto, tudo é muito importante pra eles também!

      beijos

  4. que interessante, e verdade fiquei elétrica queria fazer tudo ao mesmo tempo menos
    ficar parada.
    amei saber mais conhecer as fase
    passamos por isso mais não por essa visão
    lendo e vendo aqui me imaginei nessas
    fases a qual não tinha ninguém ao meu lado
    para me ajudar ou me explicar
    o que estava acontecendo comigo
    com certeza
    deve ser lindo um parto natural
    e puro
    lindo dia bjs

    http://sermamaepelasegundavez.blogspot.com.br/

    1. Nanda, nós temos tão pouco acesso a essas informações não é? Na minha gestação também passei por tudo isso sozinha, sem saber de nada! Por isso, quando a Cris me fez o convite de fazer essa coluna aqui, topei na hora! rs

      Beijos

  5. que demais esse poste amiga bem informativo.
    Acredita que o meu tampão na gravidez da alycia saiuu , contraçoes de treinamento e nada da moça
    Adorei mesmo
    bjos

    1. Thayna, em algumas mulheres o tampão pode sair até 10 dias antes do parto. E só aguardar as progressões! =)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.