Meu Menino quase tagarela…

tagarela

Bom, alguns sabem da dificuldade do Joseph em falar

Ele canta frases de músicas e até a música toda, mas pra falar… conversar…

Cheguei a pensar que ele tinha problemas, sempre acompanhamos com o pediatra, mas mãe toma pra si a culpa e fica achando que tem coisas onde muitas vezes não tem.

Desde de o momento que engravidamos ouvimos que cada criança se desenvolve ao seu tempo… na teoria ok, na prática ficamos com cobranças.

Quando Joseph fez dois anos ano passado, a pediatra recomendou matriculá-lo na escolinha para se sociabilizar e desenvolver a fala, claro que percebemos a mudança, mas ainda em “comparação” a outras crianças da idade dele é bem diferente.

Este ano a culpa voltou a me assolar… conversei com a Jamilly que me deu algumas dicas e retornei a pediatra que mais uma vez conversou comigo dizendo que ele tinha o tempo dele e que se tivesse algum problema na fala ele não iria pronunciar nada.

Óbvio que tudo isso me consolou por uns dias… mas voltou a assolar a preocupação…

Quando de repente, num dia qualquer, por motivo nenhum Joseph começa a falar, pedir com frases inteiras… Eu passei

Cantou música inteira sem acompanhamento, até gravei no celular…

Abriu livros e apontou animais e cada qual com seu nome, cada cor com seu nome e os números todos corretos de 1 a 10, assim sozinho sem ninguém falar nada

Pense numa mãe orgulhosa… multiplique por 1000 = Eu!

Meu coração estava super apertado… pequeninho, me culpando por não esperar ele pedir as coisas e, sim, eu dava na mão dele (erro meu), mas também tempo dele

Quando meu mini tagarela começou a falar tudo que parecia estar engasgado todo esse tempo, percebi que eu poderia ter ajudado no atraso, mas, sim, eu também contribuí… ensinando os bichos, as cores, formas, os números, pois por mais que não repetisse, eu falava e falava, e brincava com ele, contava história e falara dos animais… e sim ele estava guardando todo o aprendizado e agora mais afoito e pronto pra tagarelar explodiu em palavras, frases e canções.

Coração mãe sofre por muitas coisas, por culpa, por medo, por preocupação, mas na mesma proporção se emociona, se sacode, não cabe em si e não se mede de tanta satisfação

Estar na Creche em período integral creio que foi diferencial, pois a cada dia vejo a independência dele, pego ele repetindo como a professora deve falar lá e agradeço a Deus por meu pequeno estar cercado de educadores que sim esperam o tempo, mas que fazem seu trabalho com excelência a ponto de percebemos progressos diário tão intensos!

Fico orgulhosa demais e agradeço a cada um que Deus pôs no meu caminho… para me ouvir, me ajudar e ensinar

Tia Milene como ouviu no ano passado… amiga Jamilly como “leu” minhas inseguranças… Dra. Luíza como ouviu a cada consulta meus temores

Vitória do Joseph e todos nós!

Meu pequeno quase tagarela…

 

30 thoughts on “Meu Menino quase tagarela…”

  1. Amiga que emoção. Super feliz por ler isto.
    Acompanhei e sei o quanto era sua preocupação quanto a isso.
    Mas enfim, na hora e no tempo dele ele começou. E Graças a sua persistência ele sabe as cores, números e os animais. Com certeza ele esperou a hora de mostrar o quanto ele aprendeu com a mamãe.
    Agora segura o tagarela, que não vai mais parar de falar. rsrs
    Bjs
    Vivi e Isaac

  2. Tia Milene,tá super emocionada!!!! Como é gratificante ver o desenvolvimento dos nossos pequenos!Parabéns Cris por ser essa mãe super dedicada,e grande parceira no aprendizado do Joseph.Bjos carinnhosos.

  3. Conheço bem esses dois sentimentos, já estive desse lado e choro sempre que
    lembro dessa mistura de emoção.
    Parabéns mamãe e Joseph.
    Beijos

  4. Nossa imagino a sua felicidade, imagina só se nao tivesse feito tudo isso, ensinado?!

    E ele do nada solta tudo oque vc vinha ensinando, amiga fica tranquila, isso só será o começo, Joseph te dará muitas e muitas alegrias como essa, afinal ele é super esperto!
    Bjinhos

  5. Cris, não tiro sua razão. A gente ouve as teorias e acredita nelas. Algumas ruins outras boas. Mas na pratica ficamos preocupados. Sabe por que? Pq alguns cobram da gente, tem olhares diferentes e aí vai..

    O filho do vizinho, o coleguinha, falou com 1 ano e meio e a gente acha que o da gente tem que falar também..

    Maria só desenvolveu a fala depois de ir pra escolinha. Com 2 anos e 2 meses só falava “não”, “mamãe”, “papai”.. Não me lembro de mais nada..

    As professoras riram e brincaram com a gente: “deixa chegar o final do ano”..

    Dito e feito. Saiu de la uma tagarela…

    Meu marido Cris, só falou com 4 anos. Como o Joseph, ele ouvia tudo (e toda criança vai ouvindo e aprendendo)… mas apontava alguma coisa e todo mundo dava. Não precisava pedir…

    A gente erra tentando acertar.. Mas como vamos saber? Só na experiencia..

    Sim Cris, cada criança tem seu tempo pra falar, andar, tirar a fralda, etc… Nós que somos ansiosas e ficamos ouvindo o que os outros dizem e cobram, aí ficamos inseguras…

    Tudo a seu tempo e agora segura o Joseph pq tem hora que é preciso pedir pra esperar e deixar papai e mamãe falarem também..rs

    Você é uma ótima mãe pelo que vejo e fez o melhor por ele… faz! Conversar e ler para a criança ajuda até nessas horas..viu só? Surgiu um tagarelinha hihi

    Um beijo grande e boas conversas por aí..

    1. Amiga… como não me comover com seu comentário, mts vezes achamos que somos apenas nós a enfrentar a ter problemas, não que desejamos que os outros tenham, mas alivia o coração saber que mais um superou, no seu caso uma e que hj é uma linda tagarela.
      Modéstia minha falar q Joseph é um tagarela… mas seu vocabulário cresceu e tá a coisa mais linda de ouvir.
      Os olhos e falas dos outros nos intimidam, cheguei a ouvir: ele tem problema! sofri, chorei, mas hj vejo q foi só o tempo dele, bjsss

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*