Filho viajando sozinho…

Filho viajando sozinho…

E o dia chegou, ou melhor a oportunidade do meu menino viajar com os dindinhos e o primo.

Confesso que à primeira vista, amei a proposta, pois, de imediato me remeti a minha infância e de como era maravilhoso passar uns dias na companhia das minhas tias… a gente é mimado, né?

E sair da rotina, meio que não tem obrigação… enfim tudo de bom!

Mas, também confesso que tive receio de deixa-lo ir, afinal só tem sete anos… e como assim, ficar sem filho por alguns dias?

Marido e eu pensamos, minha irmã e meu cunhado também, porque afinal muita responsabilidade e coragem viajar com duas crianças de férias, ou melhor será férias deles… ou minha? rsrsr…

A princípio fomos tomar conhecimento da documentação necessária para que ele pudesse ir, no final do post vou fazer um adendo das declarações necessárias para a criança viajar e se hospedar. Resolvido a questão, malas prontas e um pequeno ansioso que não pensou duas vezes ao ir encontrar os Dindinhos e o primo.

Meus sentimentos: um turbilhão!

Ora saudades! Ora orgulho de ver meu menino ganhando sua independência e vencendo barreiras {há um tempinho atrás não ficava sem o pai ou mãe por nada!} E agora o passarinho voou…

E que voo lindo na companhia do primo…

E claro com o cuidado e suporte dos dindinhos… o voo foi seguro

O que confortou na ausência, no silêncio da casa que chegava irritar, foram as fotos desse voo… os sorrisos e a satisfação de ter na alegria dele a coragem e força para enfrentar mais esse degrau da maternidade.

Não sei se para outras mães é simples a separação, mas, para mim, não foi não…

E eu… #fingindocostume de ser a #maemadura e equilibrada, sabendo que com passar dos anos esses voos serão mais frequentes e longos.

Aguenta coração, Mãe!

*Observações:

Como meu filho viajou com a tia, e era dentro do nosso estado, não precisou de Autorização de Viagem, mas para se hospedar no Hotel, foi necessário a Autorização de Hospedagem Nacional De Criança Ou Adolescente Desacompanhado (veja modelo neste link aqui) basta preencher e levar em um cartório onde tenha firma reconhecida para Autenticar.

2 Comentários

  1. Cris, eu lembro, foi um aguenta coração né.
    Porque mãe é assim, é grude, é amor, é cuidados, é preocupação, não importa a situação…
    Acredito que foi uma experiência muito incrível para as crianças, e com certeza inesquecível.
    Sua irmã e cunhados foram top.
    Sei muito bem como ficou seu coração, porque mãe é assim, pura emoção… Mas tenho certeza que valeu a pena.
    Bjs
    Ju


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*