Eu já fui criança um dia…

Num tempo distante… Eu fui sim!

Mas, quando nos vemos numa correria e excessos de afazeres… é  difícil lembrar desse tempo de infância.

Olhar as poucas fotos, ouvir dos meus pais: as birras, teimosia que eu fazia. As artes e bagunças… me faz ver a criança que fui.

Numa época em que brincar na rua era possível, morar pertinho  dos primos faziam deles nossos melhores amigos…

O brincar sem tempo determinado, porque nossas tardes eram livres, sem alguem dar palpite das brincadeiras, dos piques infinitos que “inventavámos”…

Éramos mais criativos… e tudo se tornava brincadeira. Eu amava fazer bolinhos com areia e terra… amava inventar brinquedos com o que tinha, mesmo que não fosse brinquedo.

Amava ler as histórias  e me sentia dentro delas… vivendo naquele lugar, com aqueles personagens…

Simplesmente adorava ir para casa das minhas tias!! Tenho tantas recordações… e bateu tanta saudades! Por parte de mãe  eu sou a primeira sobrinha, neta… então,  eu tive primeiro todos os meus tios só  pra mim! Eles contam cada  coisa que eu fazia… que era uma criança “chata” e morriam de rir contando minhas artes. Eu que não  lembro dessa parte… ficava a pensar como eu poderia ser… às vezes vejo no meu filho essa parte “chata” que me relataram rsrrssr… mas, sem dúvida casa dos tios é  pedacinho do céu!

Amava registrar meu dia… Num diário que ninguém podia ler. Sempre fui mais quieta e de poucos amigos na escola. Nunca fui a aluna de levantar a mão pra responder questões,  apesar se saber a resposta… a vergonha era muita!

Amava colecionar papéis de carta! Tinha um apego com alguns e não gostava de modo nenhum de trocar…

Amava a hora do recreio e do piqueniques  que fazíamos trocando nossos lanches…

Não existia tanta programação infantil na TV, parecia que a tv era coisa de adultos, mas, existia a hora certa que passava os desenhos preferidos… caverna do Dragão,  a rosa de 7 cores, Jaspion, Changeman… e tantos outros.

Hoje vivemos com nossos filhos o oposto de tudo isso… Hoje são  tantas programações  na TV, na escola, no curso e tantas tarefas que o brincar sem tempo nem sempre é  possível. Nesses dias que estamos vivendo em distanciamento,  ainda assim as crianças não tem o tempo livre com o nós tínhamos… confesso que muitas vezes me dói  pedir meu filho pra parar de brincar porque tem tarefas a serem realizadas. 

O brincar deveria ser mais dever urgente!

E nós deveríamos recordar de nossa infância e deixar brincar mais. Esses dias eu fiz isso, deixei livre alguns dias de tarefa… e permiti correr, brincar, suar… gritar sem ter hora pra acabar. Creio que esses momentos ficaram na memória pra sempre!

Porque os momentos é  que contam… não me recordo dos presentes… me recordo do tempo de conversa… da roda de netos perto da minha avó  e ela contando histórias,  ensinando cantigas… e depois dormia na cadeira de balanço e deixava a gente sem cerimônia. E que saudades!

É disso que me recordo… das coisas boas, das brincadeiras intermináveis,  ainda que dentro se casa…  são  recordações e memórias que ficam pra sempre!

Como essa blogagem coletiva ficará…

Agradecemos a todas que participaram conosco… Que se entregaram nos textos, fotos, relatos e recordações…

A saudade vai deixar sim, mas, tudo que é  bom, deixa muita saudades.

Participações:

Rosélia Bezerra – Blog Espiritual Amizade

Renata Diniz – Castelo Pleno

Tê Nolasco- Bolhinhas de sabão para Maria

Chica – Chica Escreve por aí

7 Comentários

  1. Oi Cris!
    Que delícia passear por um pedacinho da sua infância, saber das brincadeiras, dos desenhos na tv, do tempo livre.
    Sabe, para mim é tão singular ver as fotografias daquela época, as tonalidades das cores!

    Não pude participar com vocês, mas quero que saiba que foi muito especial esse projeto Na casa da Vizinha, eu aprendi muito com as trocas, conheci pessoas incríveis, interagi.
    Claro que sentirei falta mas é compreensível que organizar tudo aqui é um baita compromisso.
    Fico com o desejo de que os blogs continuem e as amizades não se percam!
    Um beijinho para o Joseph também!
    Fique em paz Cris.
    Um beijo
    Ana Paula

  2. Cris, que lindinha criança.
    Boas recordações.
    Eu também tenho mais recordação do brincar, das histórias, risadas, do que presentes…
    Verdade Cris, penso assim também, deveríamos valorizar mais o brincar, do que o maçante de muitas tarefas…
    Linda postagem.
    Obrigada por esse projeto lindo, valeu a pena esse tempo todo de trocas…
    Beijos,
    Ju.

  3. Uma criança linda, sapequinha foste,Cris e que bom poder voltar atrás e rever tantos momentos assim, né ?E temos mesmo que brincar em crianças e manter a brincadeira em nós. Sem ela, não passamos por tudo que a vida nos mostra! Foi linda essa BC e um grande prazer participar com vocês! beijos, chica

  4. Uma boa noite Cris, mais uma vez parabéns para você e Tê com esta bela BC que segui todas e esta da infância é tudo de bom para uma viagem num tempo de feliz idade e que era mesmo muito criativa e inventiva a criança. Não tinha tudo pronto e nem havia facilidade como hoje. Havia mais segurança nas ruas e criança podia ser criança intensa. Muito bonita sua partilha e que fica sempre uma saudade, mas boa.
    Meu abraço para vocês com meu carinho e admiração de sempre.

  5. Oi Cris!

    Brincar com os primos, escrever no diário e colecionar papéis de carta fizeram parte da minha infância também!!! Era muito bom!!!

    Uma felicidade olhar para o passado através das participações, para o presente e futuro, agora do outro lado, como mães. Portanto, cientes de que brincar faz bem para a saúde. Joseph aproveitou bem o tempo que você o incentivou a brincar!

    Muito obrigada pelo projeto da BC que nos envolveu e acrescentou tanto neste tempo.

    Beijo!!

    Renata e Laura

  6. Boa tarde de paz, querida amiga Cris!
    Em primeiro lugar, queto agradecer a gentileza de encabeçar essa BC que, lamentavelmente, chegou ao fim… Espero que seja por ora.
    Gostei muito de participar neste ano junto a vocês.
    Li, na sua descrição, sua infância bem vivida.
    Adoro ver fotos antigas onde posso me recordar dos meus áureos tempos.
    Seus desenhos não foram da minha época🤩…
    Primos são alegrias em nossas rodas infantis.
    Gostei muito de passar por aqui para apreciar suas reminiscências.
    Parabéns pela infância do seu filho também!
    Sejam abençoados e fekizes!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

  7. Oi amiga! Bom dia!

    Que criança fofa você foi!!!
    Mas chata? Duvido rs
    Talvez toda criança seja “chata” porque não faz o que o adulto quer… rs Já pensou nisso?
    Que relato gostoso.. Falei com as outras meninas que estou amando ler as recordações da infância.. quanta riqueza de detalhes…

    Como você, eu também amava ficar entre os primos, era um paraíso pra mim…

    Adorei as lindas fotos.. eram vermelhinhas né..rs
    Como as minhas.. pq eram de maquina fotográfica.. e nem podíamos escolher a melhor rs

    Você fez super certo em deixar o Joseph descansar, relaxar, pq acho mesmo que brincar é urgente… E nesses tempos o que eles mais precisam é disso, pq estão super sobrecarregados de obrigações infindas…

    Obrigada amiga por esse tempo tão rico de BC, pelas trocas , conversas e os posts..
    Digo que aprendi um pouco com todas vocês…

    Uma troca rica e fundamental…
    Continuemos sem ela, mas quem sabe um dia há um retorno da Casa da Vizinha?

    Beijos e gratidão!

    Tê e Maria ♥

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *