Ensinamos nossos filhos a lidarem com a frustração?

Coisa difícil é ensinar sobre a frustração. Talvez porque seja o calcanhar de áquiles de todos nós. Se frustrar é algo ruim demais.

Agora como ensinar sobre frustração aos nossos filhos que amamos incondicionalmente?

Ensinar desde de pequenos a lidarem com esse sentimento… Pois, a frustração se aprende na prática! E não há como se preparar para se frustrar!

Educar filhos é um trabalho constante e nada fácil, longe de ser! Costumo pensar do seguinte modo: se está sendo fácil, com certeza, estamos fazendo da maneira errada, agora se está difícil… pode ter certeza que deste modo que é correto! E dói ver a frustração neles… porque mães querem tirar a dor do filho e trazer pra si mesmo… no entanto, como ensinar da melhor maneira nossos filhos a lidar com a frustração?

E percebemos desde de muito cedo que não é nada bom querer dar o mundo! E fazer todas as vontades… Precisamos ensiná-los! Por mais que doa muito mais em nós do que neles, mas, entendendo que conosco eles terão suporte, consolo…

Um exemplo simples são nas brincadeiras, jogos pois, eles nunca querem perder! Se sentem tristes, até choram, emburram… e a primeira atitude é não mais brincar. Uma atitude que muitas vezes tomamos é deixá-los ganhar… quem nunca?

Mas, “esquecemos” que virão amiguinhos… e não deixarão nossos filhos ganharem sem ser de “verdade”, então, não podemos deixar as crianças ganharem sempre. Simplesmente porque não podemos satisfazê-los a todo o momento.

Precisamos deixa-los perder uma partida. Negar um pedido… contrariar, deste modo estarão preparados para lidar com os nãos da vida. Se não ajudarmos neste quesito, a vida não será generosa ao dar consolo em meio a frustração.

Na casa da Vizinha

A interação é parte importante na Blogagem Coletiva! Conheçam também a história de outras mamães. Todas  tem muito a acrescentar!

♥ Chica – Chica Escreve por Aí

♥ Renata Diniz – Diário de Alegria 

 Tê – Bolinhas de Sabão para Maria

♥ Ju Pelizzari – Mãe sem Fronteiras

♥ Ana Paula – Manhã de Jasmim

Nossa próxima abordagem será em 16 de outubro. Tema: “O lado Mulher de toda Mãe”

Abordagem

  • Como me senti como mulher sendo mãe
  • A mulher que sou me faz uma mãe melhor?
  • Ser uma boa mãe deixa de lado a mulher que existe em mim?
  • Onde está minha vaidade?
  • Primeiro os filhos, depois eu!
  • Tenho tempo para mim?
  • Meu lado mulher!
  • Sou uma grande mãe e uma grande mulher…
  • Sou uma mulher melhor depois da maternidade!
  • É possível equilibrar os dois papeis?

Como funciona a BC (Blogagem Coletiva)

♥ No terceiro domingo de cada mês, faça uma postagem no seu blog sobre o tema proposto, com o mesmo título da BC no seu texto. Lembre de mencionar que faz parte do Projeto: Na Casa Da Vizinha – Blogagem Coletiva uma iniciativa de Cris Philene e Tê Nolasco,
♥ Link nossos blogs ao nome!
♥ Feito isso compartilhe o seu link aqui nos comentários, para que possamos inserir à nossa publicação.
♥ Não deixe de visitar e comentar também em quem está participando

8 Comentários

  1. Oi CRis, tem um tempo que não passo por aqui, hein? Gostei da Blogagem. Muito importante esse tema. Precisamos sim ensinar a lidarem com as frustrações e começando pelas brincadeiras é um ótimo começo.
    As frustrações fazem parte da vida e precisamos permitir que eles lidem com esse sentimento e aprendam a enfrentá-lo.
    beijos
    Chris
    Inventando com a Mamãe / Instagram  / Facebook / Pinterest

  2. Uma feliz Primavera para vocês Cris.
    Lindas as participações que li todas.
    Meus parabéns a você e Tê pela linda ideia de troca de experiências, com temas sempre interessantes.
    Meu abraço de paz para vocês.

  3. Verdade Cris, só conseguimos lidar com as situações quando acontecem…
    E estar atenta para ouvir, compreender, ter empatia, abraçar, acolher, enfim, esse é o caminho…
    Porque não exite jornada sem frustração…
    Quantos NÃOS a gente ouve até hoje, da mesma forma será com os filhos…
    Assim como vc comentou, penso que não dar tudo a toda hora, também é uma forma de preparar os filhos… As vezes dói na gente, mas percebo que é nosso papel esse ensinamento e preparo para a vida!
    E mesmo que a gente der tudo, lá fora virão os NÃOS também…
    Amei as fotos!
    Beijos
    Ju

  4. Oi Cris, que linda sua postagem, pois as ilustrações estão perfeitas e no inicio você disse tudo, não há como se preparar para frustrar. O que vale é mesmo o apoio, o colo, o ombro.
    Bela proposta de vocês e muito boas as que já li.
    Parabéns a vocês nestas interações que acompanho e admiro.
    Meu abraço para vocês.

  5. Oi Cris!

    Endosso as palavras da Ana Paula sobre o Joseph contrariado na primeira foto, que momento fiel você captou bem na hora! E a segunda imagem veio com o remédio curador de todos os males, um abraço bondoso, restaurador, que beleza!!!

    E os jogos… citei-os na minha participação porque é vulnerabilidade aqui em casa também. rs

    Um beijo de gratidão por nos unir em tão preciosa conversa!

    Renata e Laura

  6. Cris essa foto do Joseph emburrado com o pai ao lado é incrível! Registrar um momento assim é muito precioso.
    E olha, poderia ser uma foto aqui de casa com o Bernardo emburrado por perder nos jogos.
    Ou seja, esses sentimentos perpassam por todas as famílias.

    E isso que você falou, se está muito fácil, tem algo errado, eu concordo e muito!

    Educar, ajudar a acolher e entender sentimentos é trabalhoso, exige esforço. Mesmo que doa em nós, é preciso saber que lá de fora virão muitos desafios.

    Obrigada por organizar mais essa conversa tão proveitosa! Beijo

  7. Oi amiga, bom dia!
    Não é simples mesmo vê-los frustrar com aquele rostinho de choro, de sofrimento, de desespero as vezes. Mas é necessário, porque como você bem disse exemplificando, podemos deixá-los ganhar num jogo em casa, várias vezes, mas la fora o mundo é outro e não vai acolhê-los da mesma maneira!

    Ensinar, mostrar o que é certo ou errado é necessário, porque muitas vezes eles não conseguem enxergar certas coisas e simplesmente querem que seja daquela maneira que eles imaginaram…

    Mas no fim das contas, depois de uma boa conversa, esse abraço gostoso da foto é imprescindível não é amiga e não pode faltar!

    Mais uma BC acolhedora! Gratidão pela parceria amiga!

    Beijos e até a próxima!

    Tê e Maria ♥

  8. Que legal ,Cris! Realmente eles devem desde pequeninos aprender a perder como parte do crescimento, ainda que não percebam assim ser! Muito legais tuas palavras e fotos! beijos, tudo de bom,chica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *