Como a maternidade mudou a minha vida – Pri Silva

Recebi um convite muito especial da Cris! Falar como a maternidade mudou a minha vida. Quando penso nisso, me vem à cabeça que não foi uma mudança apenas, mas uma metamorfose. E relembrar me traz um misto de sentimentos.

Para começar, não queria ser mãe. Nunca foi meu sonho, meu objetivo de vida. Eu queria outras coisas quando era mais nova. Fazer faculdade, trabalhar, viajar. Tinha vários planos, menos esse. Quando me descobri grávida? Susto, medo, lágrimas, desespero, por vários motivos: não estava nos meus planos, era um momento complicado, não estava bem comigo mesma, enfim. Mas sabe de uma coisa: acho que Deus me presenteou no momento exato da vida.

O processo da gravidez foi muito difícil. Mas TUDO mudou no exato momento em que olhei pra minha filha. Até o parto eu não me sentia mãe (Acredite!). Eu conto depois essa experiência pra vocês. Ela nasceu pequena, prematura e frágil. Quando saiu de mim e eu a vi pela primeira vez, um sentimento forte tomou conta de mim, algo que eu nunca tinha experimentado. Parece fantasioso, mas foi exatamente assim. A mãe da Ana Carolina nasceu ali, naquele dia, junto com ela.

De lá pra cá… nasceu uma mulher mais forte, mais feliz, mais disposta. Nasceram novos sonhos. Meu universo começou a girar em torno da vida dela, porém, sempre tive o pensamento de não anular a minha própria vida, de continuar lutando pelos meus ideais e buscando ser feliz. Claro que, junto com tudo isso, vieram muitas responsabilidades, anseios, angústias (que só outra mãe é capaz de entender), algumas renúncias, é natural.

Uma das coisas mais transformadoras na minha vida, veio através da maternidade, mas não no nascimento dela, anos depois, mais precisamente a dois anos atrás. Carol já com sete anos, já tinha perdido minha mãe (que eram meus dois braços), e sofria muito (muito mesmo) em ter que trabalhar fora, e deixá-la com terceiros. Quando saí do meu último emprego tomei uma decisão: empreender. Comecei um escritório em casa, junto com uma grande apoiadora e sócia. Aquilo que começou como uma tentativa de ficar mais tempo em casa em função da minha filha, se tornou minha fonte de renda. Hoje estou a dois passos dela a qualquer momento do dia, acompanho a rotina da escola, tenho tempo para passeios, lazer, e de acompanhar essa pessoinha crescendo e se desenvolvendo bem de perto, sem deixar de lado minha vida profissional. Empreender é bem difícil, mas muito prazeroso, e esse passo eu devo a ela, pois foi pensando por causa da sua existência.

Eu poderia destacar mil coisas que mudaram no meu modo de ver a vida a partir do meu nascimento como mãe, e não é como conto de fadas. Hoje fico muito mais cansada e todos os meus passos são milimetricamente calculados, pois tudo que faço, afeta a vida dela. Parece clichê, mas só quem é mãe sabe o peso que essa responsabilidade causa nos nossos ombros. Às vezes, a gente se frustra porque queremos tudo perfeito, e não damos conta dessa expectativa que colocamos em nós mesmas, pelas razões óbvias. Porém, basta um sorriso, um abraço, um carinho e um “Eu te Amo”. Um mar de amor nos inunda… Pronto, forças renovadas!

Agora estou indo, porque já são uma e meia da manhã e tem alguém ali, do outro lado do escritório, a dois passos de mim, me chamando a cada cinco minutos, e que não vai pregar os olhos enquanto eu não for dormir agarradinha com ela. Desejo à todas vocês um dia das mães especial e de muito amor.

Obrigada Cris pelo lindo convite!

Beijos,
Priscila Silva.

Empreendedora Art & Paper Comunicação Digital

3 comentários sobre “Como a maternidade mudou a minha vida – Pri Silva

  1. Que história comovente.
    Nem sempre a maternidade chega com todas as alegrias e planejamento do mundo, mas feliz são as pessoas que aceitam as mudanças e se readaptam, criam novos sonhos e caminhos, a partir do novo. feliz aqueles que confiam no Senhor e nos seus caminhos…
    Parabéns pela garra, e pela filha linda, Priscila. Amei o relato sobre a maternidade… Acho que vou pedir emprestado o texto, para a Priscila e para vc Cris, e compartilhar lá no blog, ameiiiii
    Bjs
    Ju

  2. Que texto lindo da Pri.. li me arrepiando…. Como a maternidade muda a gente não é mesmo? E cada um tem sua mudança do seu jeito…
    Empreender! Acho que no fundo essa é a vontade da maioria das mães para ficar perto de seus filhos, pq sabemos né amiga Cris, não é facil virar as costas e deixa-los numa creche ou em casa…
    Cada um tem sua história pra contar , linda, emocionante, cheia de vida, mas uma coisa é certa, em todas elas vemos mulheres mais fortes do que antes e mais sensíveis também..

    Beijos.. Está lindo o quadro! Enriquecendo o Prosa de Mãe..

    Tê e Maria ♥

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*