Lidando com as emoções das crianças Sempre que penso na maioria dos problemas humanos a minha volta fico me questionando até que ponto eles poderiam ter sido evitados ou trabalhados nos indivíduos ainda na infância. E essa reflexão me leva até um entendimento já abordado aqui e que sempre concordamos: a nossa responsabilidade social enquanto mães, porque estamos criando seres humanos que não ficarão para sempre em nossos quintais, mas que sairão para o mundo e formarão a sociedade do futuro. Durante alguns artigos, a sugestão é trocarmos ideias sobre esses problemas de personalidade, que podem ter sido gerados, estimulados ou não trabalhados corretamente nosLeia Mais…

  O papel da mãe na construção da sociedade Você já parou para pensar que aquilo que você ensina ao seu filho será o reflexo da construção do futuro da nossa sociedade? Acredite, muitas mães não se dão conta do papel importante que exercem nesse processo. Eu vejo e ainda convivo com mães que acreditam que seus filhos aprenderão a se socializar e a se consruir como pessoa na escola, que os professores é que tem a “obrigação” de dár-lhes educação. Enganam-se. Esse papel é nosso. Na escola eles têm que aprender a educação formal, mas os valores que transmitimos a eles desde os primeirosLeia Mais…

  TOMANDO AS RÉDEAS Quando escrevi o artigo “Convivendo com as influências externas”, um comentário me chamou muita atenção, o da Iasmin Marques, pois ela fez um breve resumo de uma situação que ela vivencia: ter que deixar a filha com a avó para trabalhar, e consequentemente ter sua autoridade comprometida, pois avó e bisavó da criança ¨passam a mão na cabeça¨ e não permitem que ela a corrija quando necessário. Chamou-me atenção por ser uma situação que também precisei enfrentar. Infelizmente nem todas as mães tem o privilégio de poder acompanhar de pertinho os primeiros anos do filhote, pois, como eu e muitas brasileiras,Leia Mais…