Desde a barriga o papai canta para ele… e em resposta um chutinho de aprovação. No berçário logo conheceu a voz do papai e logo parou de chorar. Quando bebezinho, meu menino chorava e o papai logo cantava e tudo passava. Nosso menino foi crescendo e a música sempre junto… Começou a tirar seus sons de brinquedos, objetos e seus mini instrumentos… Escolheu o microfone como seu brinquedo preferido. Onde Joseph estava, seu microfone também estava… de vários modelos, formas e se faltava… ele improvisava com peças de lego. Ao ouvir música lá estavam pai e filho.  Cantando juntos, ouvindo repetidamente a mesma música.  ELeia Mais…

Esse tema veio à tona e eu não poderia deixar de “ouvir” outras mamães. Ah! E como me identifiquei em cada palavra… Sim, me vi nos relatos, nos comentários que mudavam apenas o nome da mãe e dos filhos, mas, que eram tão meus e também acredito também como os seus. A maternidade mudou a minha vida! Isso é fato! Sim, uma afirmação e com exclamação, pois a mulher que hoje você vê, não era a mesma a 6 anos atrás. Mudei completamente. Costumo dizer que depois da maternidade zeramos tudo o que somos e recomeçamos, já escrevi a um tempo atrás aqui no blog sobre:Leia Mais…

Esta BC é uma proposta da Roberta Aquino do blog Diário de uma Princesa Não consigo me imaginar sem meu pequeno… Porque ele preenche tudo e por mais que eu não tenha mais o tempo de antes, sou feliz, realizada e não poderia ser melhor! Sem ele teríamos mais tempo livre, dinheiro, dormiria mais, casa sempre estaria impecável, paredes sem rabiscos, mas não seria realizada… Sou formada em Teologia, pregava e dava aula na igreja, hoje não tenho tempo… ainda não me habituei com tantas atividades, mas aos poucos vou retornando. Ser mãe me mostrou muitas coisas, me desprendeu de várias outras e me prendeu aLeia Mais…

Carta para meu filho ler no futuro Meu querido Joseph, mamãe nem sabe como começar esta carta. Vivo tão intensamente o seu presente que não sei o que dizer para o futuro… Difícil imaginar você um homem, sendo agora tão pequeno para tal. Tão indefeso, tão dependente. Acabou de adormecer no meu colo ainda a mamar. Sono tão doce, suave, tranquilo… ver você assim me transmite paz, conforto e segurança. Agora imaginar você um rapaz… nossa não tenho idéia como serás… sei que colhemos o que plantamos, então como resultado da colheita terei um lindo rapaz responsável, amável, carinhoso, grato e temente ao Senhor. QuemLeia Mais…