As amizades que a maternidade me trouxe

Cada etapa de nossa vida vivenciamos um ciclo de amizades que permite conhecermos e nos reconhecermos em outras pessoas, não poderia ser diferente na maternidade…

Algumas amizades se vão e muitas outras se chegam! Nossa vida muda tanto que não há como viver como antes… nossas prioridades são outras, nossa disponibilidade também. Os assuntos então… somente de filhos e naturalmente as amizades mudam.

As novas amizades que se achegam são diferentes das primeiras e amizades de sempre, não sei vocês, mas, nos tornamos mais rígidos quanto a escolha e convivência, e desta vez somos mais criteriosos. Nos aproximamos mais daquelas pessoas que partilham do mesmo “modo nosso de maternar” assim como essa blogagem que nos aproximou por termos pensamentos, falas e escolhas semelhantes… Porque o nosso olhar muda muito!

Já nem nos reconhecemos como antes…

E por isso quem achega a nós tem o mesmo modo de maternar…

Não significa que os amigos e amigas de antes não importam mais… não é isso! Mas, entre conviver amigos quem tenham filhos na idade dos nossos… é ampliar muito mais as afinidades, inclusive nossas amizades passam a ser também responsáveis por quem nossos filhos irão se envolver… os primeiros amiguinhos serão os filhos dos nossos “novos” amigos, e quanta responsabilidade não é?

Precisam ter os valores semelhantes aos nossos, pois irão conviver e repassar os mesmos valores.

Acredito que por isso as amizades de antes mudam! Não temos a vida de antes, tão pouco somos como antes… e nessa nova descoberta de si mesmo, se aproximam amigos na mesma busca, na mesma descoberta de afinidades… Creio que faz parte da caminhada da vida, o chegar de pessoas e o ir de outras…

Na Casa da Vizinha

Participações nessa Blogagem Coletiva de Amizade

Nossa próxima postagem será dia dia 16 de Setembro – (Sempre na 3ª quarta feira do mês!). O tema será: “Florescer em meio às adversidades”

Como funciona a BC (Blogagem Coletiva)

♥ No terceira quarta de cada mês, faça uma postagem no seu blog sobre o tema proposto, com o mesmo título da BC no seu texto. Lembre de mencionar que faz parte do Projeto: Na Casa Da Vizinha – Blogagem Coletiva uma iniciativa de Cris Philene e Tê Nolasco,
♥ Link nossos blogs ao nome!
♥ Feito isso compartilhe o seu link aqui nos comentários, para que possamos inserir à nossa publicação.
♥ Não deixe de visitar e comentar também em quem está participando

8 Comentários

  1. Cris, amei seu texto!
    Penso exatamente como você citou na última frase do texto…
    A gente muda, tudo muda, e com as amizades não poderia ser diferente… É sintonia, são as fases e os assuntos que acabam ficando diferentes…
    Ficamos mais seletivas, enfim, são “n” motivos que faz as amizades passarem ou mudarem, mas cada amizade tem a sua importância em cada fase da vida…
    Linda postagem, lindas fotos!
    Beijinhos
    Ju

  2. OI Cris, a maternidade me trouxe outras amizades, o blog também. Muito bom conhecer pessoas novas e nos conectar com novos interesses. No meu caso os amigos antigos permaneceram. Eu mantive bastante contato mesmo nós tendo interesses diferentes. O que foi ótimo porque agora que as filhas cresceram foi muito bom ter essas conexões também. Muito legal essas blogagens coletivas que vocês estão fazendo. Muito bom matar as saudades da blogosfera materna.
    beijos
    Chris

    Inventando com a Mamãe / Instagram  / Facebook / Pinterest

  3. Ola Cris, bom ver você de volta neste seu projeto com a Tê. Aqui as amizades físicas e virtuais que cada vez mais se tornam reais. Gostei de sua observação da afinidade e sintonia com novas amizades que vivem o mesmo de maternar. Creio também que é promissora e mais interessante sem menosprezo das outras. Assim são os homens também, na busca de pessoas com a finidades idênticas, às vezes até de mesmos clubes ou preferencias de pratica de esportes.
    Gostei Cris.
    Carinho para Joseph.
    Beijo amiga.

  4. Bom dia de esperança, querida amiga Cris!
    Muito bom termos um ponto em comum: as mães dos amiguinhos dos filhos nas escolas.
    É bem assim, tido gira em torno deles. E vai pela vida afora…
    Iguaizinhos à nossa educação é difícil, mas a convivência vai ensinando a ambas as partes.
    No final, cada um toma seu próprio rumo com amizades próprias de ambas as partes e tive já a experiência de rever amigas de colégio depois de 40 anos.
    Tenha dias abençoados!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

  5. Amiga querida bom dia!

    Primeiramente muito obrigada pelo lindo comentário no meu texto! Tenha certeza que ter você proseando, animando, choramingando rs, desabafando, trocando confidências, incentivando todos esses anos, é e tem sido uma alegria!

    Muito obrigada por essa amizade. Temos muita coisa em comum e mesmo as diferenças só servem para nosso crescimento! Afinal, que entusiasmo teria se todo mundo fosse igualzinho? Diferenças fazem crescer…
    Gratidão!

    Você falou algo muito certo. A responsabilidade das nossas amizades com as mães. Com certeza os pensamentos devem ser os mesmos, os ideais, os valores, pois todos estão conectados ao nosso modo de viver, aos nossos filhos e aos valores que também passamos a eles…
    É algo a se repensar sempre…

    E sim amiga… em cada tempo uma amizade diferente, com disponibilidades, afeições e interesses de acordo com cada um que chega, com o momento que se encontram..

    Vamos vivendo! 🙂

    E viva nossas amizades da blogosfera, virtuais e essa troca infinda de conhecimento, sabedoria e amor!

    Beijos doces

    Tê e Maria ♥
    Até mês que vem!

    Seu link ja esta la!

  6. Oi,Cris… Falaste muito bem sobre a amizade e como elas se transformas, conforme a fase que vivemos. Quando eram apenas de parceria de colégio, festinhas, depois de apenas casadas, vindo nascimento filhos, as prioridades nos fazem nos “enturmar” com outras pessoas e mamães. Falaste muito bem! Gostei! beijos, tudo de bom,chica

  7. Bom dia, Cris!

    São muitas reviravoltas que a vida nos dá e com elas, sim, amigos vão e vêem. Nos entregando o melhor, sentimentos que só os amigos experimentam.

    Muita obrigada por esta parceria entre você e Terezinha levando-nos juntas com vigor, alegria e gratidão!

    Beijo!

    Renata e Laura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *