Antes de ser mãe não me contaram que…

São apenas algumas histórias inusitadas da maternidade, pois qual de nós não tem momentos que ninguém avisou, preveniu, enfim aconteceu…

Antes de ser mãe não me contaram que…

  • Eu não acreditaria no resultado positivo de farmácia (tive que ir no laboratório na mesma hora fazer o exame de sangue!).
  • Em minha primeira consulta eu não receberia só os parabéns do obstetra, mas também uma série de restrições e um monte de exames.
  • Que eu passaria a gestação inteira sob controle (de peso, de comidas, de fazer as coisas) Pq será q queremos fazer as coisas quando não podemos? (rs, rs, rs…).
  • Que meu guarda roupa se resumiria em vestidos, legings, calças e blusas larguinhas e confortáveis e vestidos de novo… (E os meus jeans preferidos, saltos altos? )
  • Que eu sentiria um calor insuportável… nossa suava o tempo todo.
  • Que meu parto cesárea agendado, se transformaria em emergência por conta das contrações… Joseph se apressando nas 38 semanas.
  • Que ficaria 24h deitada na cama do hospital (com sondas e com o bumbum doendo de estar na mesma posição).
  • Que a partir do nascimento do meu filho ninguém mais me enxergaria  (ninguém nem te nota – Fato!).
  • Que me apaixonaria pelo choro e a carinha inchadinha mais linda do mundo (nossa é incrível!).
  • Que amamentar não é tão fácil assim. (Levamos quase um mês, era um perrengue danado).
  • Que me sentiria estranha depois da cirurgia (só andava com a mão na barriga e devagarinho).
  •  Que no resguardo não se pode um monte de coisas (minha mãe ficou comigo os primeiros 15 dias e não me deixava fazer nada) e me obrigava a colocar a cinta, que sacrifício dava vontade de chorar…
  •  Ah! q eu choraria por tudo… porque não posso fazer as coisas, porque me sentia estranha, porque não sabia amamentar, se eu seria uma boa mãe…
  • Que meu bebê estaria sempre impecável e eu… eita nos primeiros meses passava o dia de pijama, affff… não dava tempo.
  • Que prepararia a papinha de frutas e o suquinho e o bebê colocaria tudo pra fora… 1,2,3 vezes… nem me lembro em que vez ele comeu tudinho como são difícil as primeiras papinhas de frutas.
  • Encontrar alguém pra tomar conta do bem mais precioso da minha vida seria uma decisão super difícil.
  •  Que voltar a trabalhar me faria chorar o dia inteiro… e ainda correria até onde ele estava “alegando” que precisava mamar (kkkk… eu fiz isso, saí do trabalho e fui).
  •  Que as vacinas doeriam em mim também chorava junto com ele.
  •  Que não dormiria mais a noite toda (achei que era coisa só de início, mas até hoje não sei o que é uma noite inteira de sono).
  • Que minha cama seria compartilhada (minha mãe não pode ler isso… ela ficou comigo 15 dias e o bebê dormindo no berço e no quarto dele, mas aí veio o calor… e nunca mais ele voltou pro quarto).
  • Que seria super, mega difícil educar.
  • Que os giz de cera seriam comidos…
 E você o que tem pra nos contar?

2 Comentários

  1. Noooossa, eu chorava e ficava triste o teeeeeeeeempo todo ! Porque nao conseguia fazer as coisas, porque nao me via nele, porque nao conseguia sentir aquele amor todo, so dor dor, e cansaço, e dor, principalmente nos mamilos.. As primeiras semanas sao HORRIVEIS ! Minha mae me ajudava no banho, eu subi a escada na cadeira com meu pai e noivo carregando, nao conseguia descer, mamilo sangrando, pra botar a cinta foi um chororô ! kkkkk Ninguem fala isso pra gente ne?! INCRIVEL ! kkkkk E a gente se apaixona cada dia mais por eles ne ?! rsrs .. beijo grande

    1. Author

      Ninguém conta… mas será que acreditaríamos? Ou será que nos arrependeríamos?
      Só sei que tudo é intenso, por isso nos transforma e com certeza, todos os dias são melhores com eles.
      bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *