Alimentação complementar: O que muda dos 8 aos 12 meses?

E hoje é dia da postagem em parceria com a mamãe e amiga Dayane @maesemfiltrorj com a nossa querida mamãe e nutricionista PhD Vivian @vivianutri

Tema: 

Alimentação complementar: o que muda dos 8 aos 12 meses?

Olá mamães, na última postagem sobre alimentação infantil falamos sobre o início da introdução alimentar e relatamos alguns passo importantes dessa nova fase. No artigo de hoje vamos falar sobre a alimentação dos 8 aos 12 meses.

LEMBRETES IMPORTANTES NA ALIMENTAÇÃO DO SEU FILHO

  • A introdução de alimentos na dieta da criança após os seis meses de idade deve complementar o aleitamento materno, o qual deve ser mantido preferencialmente até os dois anos de vida ou mais.
  • Oferte pelo menos dois tipos diferentes de frutas ao dia
  • Estimule desde pequeno seu filho a comer frutas e verduras. Quando mais variada for a alimentação maior será o consumo de diferentes vitaminas e minerais
  • A criança nasce com preferência para o sabor doce, portanto a adição de açúcar é desnecessária e deve ser evitada nos dois primeiros anos de vida. Essa atitude vai fazer com que a criança não se desinteresse pelos cereais, verduras e legumes, aprendendo a distinguir outros sabores.
  • O mel é totalmente contra-indicado no primeiro ano de vida pelo risco de contaminação com Clostridium botulinum, que causa botulismo.

Hoje vamos abordar alguns passos importantes da alimentação complementar para as crianças entre 8 e 12 meses:

PASSO 1: A partir dos 8 meses, algumas preparações da casa como o arroz, feijão, cozidos de carne ou legumes podem ser oferecidos à criança, desde que amassados ou desfiados e que não tenham sido preparados com condimentos (temperos) picantes.

PASSO 2: Com oito meses, a criança que for estimulada a receber papas com consistência espessa, vai desenvolver melhor a musculatura facial e a capacidade de mastigação. Assim, ela aceitará com mais facilidade a comida da família a partir dessa idade.

PASSO 3: Aos 9 meses a criança já demonstra preferência e vontade por certos alimentos

PASSO 4: É uma fase importante, de mudança na consistência dos alimentos. Tenha paciência, seu filho pode recusar inicialmente a nova consistência do alimento, mas ofereça variando a forma de apresentação do prato.

PASSO 5: Seu filho pode preferir um tipo de consistência especifica de um alimento, por exemplo, a Emilia só aceita cenoura crua e em palito. Caso a cenoura esteja cozida e colocada de forma separada no prato ela não come, mas já aceita a cenoura cozida no arroz.

PASSO 6: Deve ser evitado o uso de alimentos industrializados, enlatados, embutidos e frituras, que contenham sal em excesso, aditivos e conservantes artificiais.

PASSO 7: Aos 12 meses a criança já pode receber a comida da família.

O Ministério da saúde recomenda o seguinte esquema alimentar para crianças amamentadas:

Deixe suas dúvidas nos comentários. Estamos aqui para ajudar, pois tenho certeza que juntas venceremos todos os desafios desse mundo fastástico da maternidade.

Vivian Soares, Nutricionista PhD.

Instagram: @vivianutri

Referências:

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Política de Saúde. Organização Pan Americana da Saúde. Guia alimentar para crianças menores de dois anos / Secretaria de Políticas de Saúde. Organização Pan Americana da Saúde. – Brasília: Ministério da Saúde, 2002.

Dez passos para uma alimentação saudável: guia alimentar para crianças menores de dois anos: um guia para o profissional da saúde na atenção básica / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – 2 ed. – 2 reimpr. –Brasília : Ministério da Saúde, 2013.

Manual de orientação para a alimentação do lactente, do pré-escolar, do escolar, do adolescente e na escola/Sociedade Brasileira de Pediatria. Departamento de Nutrologia, 3ª. ed. Rio de Janeiro, RJ: SBP, 2012.

Confira também:

Alimentação Complementar – Uma nova fase começa

Aleitamento Materno Exclusivo – Mitos e Verdades

Fale com a Nutri: Saladas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*