A arte de ser Mãe

Hoje volto pra contar para vocês mais um pouquinho do Seminário de Mães, desculpem a demora entre o posts, mas já viu né… mãe que inventa de fazer de tudo um pouco e não é adepta a listinha esquece das coisas…

Apesar de já ter passado alguns dias do seminário, tudo ainda é fresco em minha mente… ainda guardo na memória a recordação das queridas amigas que desvirtualizei… que saudades, dos nossos papos ao vivo!!

Eu fiquei hospedada com a querida Karina do Mãe Perfeitamente Real e nos conectamos fácil, fácil… e foi uma ótima companheira de congresso, viagem, caça ao doce de leite e cafés! E querida Tê do Bolhinhas de Sabão para Maria, sempre nos encontrava para mais uma palestra, um almoço, autógrafos. Sou muito grata pela companhia das duas queridas… que se não fosse incentivo e auxílio no zap quantas as questões eu não teria ido. E cada dia com vocês por lá foi uma delícia e tornou os momentos inesquecíveis.seminario-internacional-de-maes-1A organização do Seminário foi linda! E ao chegar no local e pegarmos os nossos crachás com a foto do filhote… ah não tem preço! Carregá-los pertinho do coração… juntinho todo o tempo! E sem falar no telão… que ficava passando todos os filhotes… oh carinho!

seminario-de-maes

E vamos a primeira palestra, porque a pessoa aqui fala pelos cotovelos (rsrs…). Palestra com Cris Guerra e o tema foi:

A arte de ser Mãe 

A Cris tem uma história forte, o marido dela tem morte súbita, dois meses antes do nascimento do seu único filho, em meio ao turbilhão de sentimentos e acontecimentos, ela diz que por esses dois meses que seguiram o coração do Francisco batia pelos dois (por ele e por ela).  Ela é uma guerreira, mas, não se define como tal, ela nos diz que: “Eu não fui Guerreira, eu só não tinha opção!”. 

Assim, começa a palestra… pura emoção, força, garra! Tomei nota de algumas frases…

“Quando o que você mais teme acontece. Você está livre para não temer mais!”.

“Quando precisamos acessar a nossa força, ela aparece”.

“O mais difícil foi não ter com quem dividir as alegrias de ter um filho”.

“Aceite a imperfeição na maternidade. Somos a única mãe que nossos filhos terão”.

A Cris elaborou 10 coisas da Maternidade:

  1. Não vem com manual
  2. Ser mãe é saber dizer não principalmente para as expectativas dos outros
  3. Mães são empreendedoras por natureza
  4. Comparou – Chorou
  5. Ter um filho rejuvenesce
  6. Ser mãe não é a minha única fonte de satisfação
  7. Uma aventura sem volta!
  8. Mães precisam de ajuda
  9. O que faz a mãe feliz é o filho feliz
  10. Aprendi a me perdoar

E exibiu esse filme lindo… Dê o play e emocione-se… inspire-se… recarregue!

Site da Cris: http://www.crisguerra.com.br/

Outro post do Seminário:

Seminário Internacional de Mães, eu Fui!

15 thoughts on “A arte de ser Mãe”

  1. Ai Cris, apertei o play e não parei de chorar. Ai menina, quanta emoção, quanta vida nessas palavras…
    Amiga linda do meu coração, amei esse seminário, apesar de não participar, porque senti a emoção, alegria e aprendizado, através dos seus olhos felizes, seu sorriso contagiante, e seus posts cheios de percepções e aprendizagem…
    Amei as palavras e citações que vc compartilhou conosco… A Cris Guerra talvez não teve escolha ou opção, mas enfrentou e se saiu maravilhosa das adversidades que a vida lhe apresentou… Eu acho que ela podia ter escolhido a tristeza e a depressão, mas ela escolheu seguir e ser guiada pela força interna que talvez nem ela sabia que existia.
    Ai amiga, quanta coisa boa vc aprendeu e viveu nesse seminário, não é mesmo… Amei a foto sua com a queridissima Tê, do Bolinha de Sabão para Maria. Vcs duas são amigas que desejo levar para toda vida, mais 6 meses…rs
    Amei tudo, parabéns pelo post.
    Bjs
    Ju
    http://www.maesemfronteiras.com.br

    1. Amiga eu fiz esse post chorando… pq as palavras são fortes! E qual de nós não se viu em questões como essas??!!
      A gente se questiona, se cobra… e precisamos entender e aceitar que não, não somos perfeitas! Mas somos a única mãe que eles teram…
      Obrigada pelo carinho e emoção nos comentários, bjs

  2. Cris Guerra é força e inspiração. Guardadas as devidas proporções, me identifico com o não ter ngm agora para participar da evolução da Melissa, pq Diego doente, longe de casa, me fez encarar outro lado da maternidade, assumir o lado pai, sem ter tido opção. Estamos juntas Cris Guerra. Superação.

  3. Ai amiga, como queria ter ido. Mas fica para uma próxima vez.
    Conhecer pessoas queridas, e ainda aprender mais sobre a maternidade é muito maravilhoso, é um divisor de águas estes aprendizados.
    A Cris é uma guerreira mesmo, mesmo ela dizendo que não, passar pelo que passou e continuar com a mesma alegria é para poucas.
    Linda história de vida.
    Bjs
    Vivi e Isaac

  4. Ai amiga, você sabe como sou chorona…
    Já conhecia a história dela, me emocionei lendo, me emocionei assistindo!
    Mãe é chorona mesmo!!!
    Que momentos únicos você viveu nesse Seminário, e obrigada por compartilhar com a gente.
    Beijos,
    Camila
    http://www.baudemenino.com.br

  5. Amiga todas as vezes que venho ler seu depoimento sobre esse evento
    eu me emociono, sobre me fortaleço com essas frases
    elas tem um poder enorme,
    obrigada por compartilhar esses momentos
    conosco
    bjs

    1. Crisssss. eu também amei a sintonia… saudades dos encontros… do café na Stael que foi tudo de bom… do almoço..seminario.. etc etc… amei ter te conhecido.. foi uma oportunidade “única”..
      A palestra da Cris, sem comentários né.. todas as frases, pensamentos dela, foram marcantes… amei de paixão… ela deixou uma linda lição pra todos como ser humanos e mãe…

      O Seminário deixou marcas, saudades.. e quero mais uma vez… TOMARA!!!

      aHHH e quero continuar minhas listinhas.. elas começaram a dar certo… 😉

      Beijos grandes no coração!!!

      Tem uma campanha linda no blog… depois vai la ver.. beijos grandes no coração

      Tê e Maria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*