Filho único … Fico aqui pensando quando tomamos, se é, que tomamos a decisão de ter somente um filho. Não que eu ache pouco porque não é… Mas, a gente se apega demais ao filho. E a criança convive numa casa onde tem mais adultos. E criança precisa conviver com criança… será? Mas, um dia simplesmente acontece… A gente espera, o tempo passa, e percebemos que não vamos ter outro filho. E a gente se cobra de ter um filho “só”… Como já falei, não que seja pouco porque não é, na verdade, filhos complementam a nossa vida e os primeiros anos com eles, sãoLeia Mais…

Tem dias que percebo que ao invés de um menino eu tenho um herói a cada dia dentro de casa… meu menino sempre gostou de heróis e nunca dispensou uma blusa com capa, se sentia o tal! E como as escolhas diárias eram os heróis, damos corda e incrementamos o guarda roupa com algumas fantasias dos heróis preferidos. Quem nunca? Ah eu confesso que acho super fofo, os pequenos andarem vestidos como os personagens preferidos, acho lúdico e a imaginação deles flui… porque as crianças não fingem, são o que querem ser. Encaram o personagem e dão vida… e a casa é o universo dessesLeia Mais…

Hoje quero dizer pra você: Mãe não tenha pressa! Inúmeras vezes nós mães, questionamos a nossa maternidade. Será que estamos fazendo certo? As fases dos nossos filhos vão e vem, pra cada uma, novo desafio, e pode crê que sempre é mais difícil que a anterior. Vem a birra e nos questionamos. Vem a seletividade na alimentação e lá vamos nós, questionar. Se demora andar, falar… culpa da mãe que não incentivou… Se aos 4 anos nem quer ver mais legumes, ah… essa mãe fez a introdução alimentar da maneira errada… e por aí vai! Contudo isso a gente se questiona e ao mesmo tempo querLeia Mais…

Publiquei esse texto ontem no instagram, o que era pra ser apenas uma legenda… falando sobre o filho, ficou tão profundo o sentido, as palavras, como tudo que envolve a maternidade. As amigas que comentaram… também se emocionaram porque a gente se vê nas palavras de outra mãe. As inseguranças, culpas, medos… dificuldades, a gente abraça cada palavra e sente junto, porque não é apenas daquela mãe que está escrevendo, mas de todas nós. As fases de birras, desfralde, as noites em claro… ah! como a vida de uma mãe é intensa. Intensa de emoções, de desgaste físico… mental. A gente não esquece que elesLeia Mais…

Não dê tudo aos seus filhos… Deixem que eles façam reuso das coisas que já possui. Inconscientemente queremos sim, dá o melhor aos nossos filhos. O pensamento muitas vezes é: dar a eles aquilo que não pudemos ter. Em parte, sim, esse pensamento é correto, mas, devemos também equilibrar e não acabar dando de tudo e mais um pouco, sem que possam criar expectativas de conquistar. Muitos podem criar o que desejam a partir do que já tem. Mas, para que isso aconteça deixe material à disposição: papel, lápis, canetinhas, tesoura {sem ponta}, cola {em bastão de preferência}, tinta, pincel, entre outros… incentive esses momentosLeia Mais…